A nuvem no Brasil, um ano depois.

Passado um ano, o que mudou e quais as lições vindas da nuvem?



  • O céu é muito grande para ter apenas um fornecedor de nuvem.Tenha em mente que o maior distribuidor, ou o mais experiente não necessariamente tem a ferramenta necessária para o seu negócio. Há uma infinidade de fornecedores ao redor do mundo, que entregam cada um na sua forma um diferencial. Uns tem o custo mais acessível, outros entregam segurança aprimorada, alguns entregam automatização de processos, outros monitoramento mais detalhado, enfim, conheça todas as suas nuvens.


  • Comece devagar, cresça rápido!Ainda tem dúvida se vale a pena? Inicie com um projeto pequeno, um webservice, um servidor de arquivos ou mesmo um servidor de diretório. A partir do momento que tiver familiarizado com o ambiente, cobrança e integração, migre seus maiores produtos, sem pensar em um fim para o projeto, pois podem haver desvios que a nuvem pode contornar ao invés do on-premise. A nuvem independe do seu negócio, aproveite a viagem!


  • Misturar tecnologias, uma arte.A TI híbrida, além de tendência para 2015 foi uma valiosa lição no ano que se passou. A maioria das PMEs não querem operar integralmente na nuvem e também não querem confiar completamente no seu departamento interno de TI. A solução que estamos encontrando é a de misturar as tecnologias, assim como a receita de um drink. Porém cuidado, o exagero ou a falta de um ingrediente pode desandar o resultado final. E a ressaca, essa pode ser brava.


*Artigo originalmente publicado por Rafael Suguihara no portal TI Especialistas.

*Crédito da imagem: Wix.

#cloud #metodologia #negócios #nuvem #tecnologia #projeto

Posts em destaque
Posts recentes
Pesquisa por tags
Nenhum tag.
Compartilhe
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon

+ 55 41 3512-5825

  • c-facebook
  • c-twitter
  • c-linkedin