Dicas para gerenciar e armazenar dados.

O fluxo de informações trocadas dentro das companhias cresce a cada dia e, com isso, aumenta o desafio das empresas no gerenciamento desses dados, acarretando em problemas de espaço para armazenamento, arquivamento e deduplicação. Nesse cenário, é importante que as empresas tenham em mente a importância de estabelecer políticas de gerenciamento de informações e disater recovery, se preparando para o caso de perda de dados.


O primeiro passo para solucionar ultrapassar esta barreira é ter em mente que os arquivos precisam ser gerenciados, determinando o que é importante e o que deve ser descartado. Caso precise recuperá-los, os mesmos devem estar atualizados, para que a empresa continue utilizando informações recentes. “Com a evolução do gerenciamento da informação, entendemos que os dados devem ser reciclados a todo o momento. Muitas empresas cometem erros na hora de fazer backups, mantendo-os por muito tempo. O ideal é mantê-los por poucas semanas ou menos, não extrapolando noventa dias”, explicou Marcos Tadeu, engenheiro de sistemas.


Ainda segundo Tadeu, para proteger os dados em um armazenamento eficiente é preciso fazer backups e arquivamento em conjunto. O backup servirá para gerenciar as informações e recuperá-las em caso de problemas de perdas de arquivos. E o arquivamento para otimização do sistema e pesquisa de informações. “É importante utilizar as duas ferramentas em conjunto, pois elas se complementam. No caso de perda ou de algum problema, poderá resgatar informações de forma rápida e eficiente”, completou.


A duplicação também é um grande problema enfrentado pelas companhias, uma vez que ocupa espaços com informações repetidas, inchando com dados desnecessários. “Para conseguir sucesso e segurança é preciso planejar e gerenciar informações precisas tendo ideia clara daquilo que é vital para a companhia (usando sistemas de deduplicação)” ressaltou.


É importante estabelecer políticas de disaster recovery, traçando o planejamento estratégico para dar continuidade às atividades da empresa em caso de emergência. “O disaster recovery também deve ser pensado de forma estratégica, impedindo que a companhia sofra com problemas decorrentes de catástrofes, resgatando arquivos rapidamente e de forma eficiente”.


*Artigo de Maria Elisa Moraes para o portal InformationWeek Brasil.

*Crédito da imagem: Wix.

#armazenamento #dados #backup #gerenciamento #contingência #continuidadedenegócios

Posts em destaque
Posts recentes
Pesquisa por tags
Nenhum tag.
Compartilhe
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon

+ 55 41 3512-5825

  • c-facebook
  • c-twitter
  • c-linkedin