3 formas em que a TI ainda falha consigo mesma.

Há momentos em que a TI falha com o negócio e outros em que o negócio falha com a TI. Porém, há horas em que falhamos com nós mesmos na TI.

A mudança começa de dentro, e os líderes de TI devem examinar com honestidade brutal as formas que atuam como seus próprios inimigos.


1. Falhamos na automatização da TI

Esta é a implicância número 1: a TI automatiza alegremente os processos das áreas de negócios, mas não seu próprio departamento. Como observado recentemente por um colega meu, este é um ciclo vicioso: ninguém parece ter tempo suficiente para automatizar as pequenas coisas – redefinição de senhas, limpar o cache do navegador, etc.


Temos sido mais bem sucedidos na automatização das coisas grandes – sistema de gestão vem à mente. No entanto, por não existir um enorme ROI na automatização das pequenas coisas, nós as entregamos ao pessoal de TI. Grandes projetos tendem a ser complexos e levam muito tempo, então eu pergunto se automatizar cinco coisas simples não renderia mais que apenas trabalhar em uma. É difícil medir, eu sei.


2. Não pedimos ajuda aos nossos colegas de negócios

Eu ainda encontro gerentes de projetos e engenheiros de redes que se queixam de coisas como: “Eles nos pedem para fazer XYZ. Acredita? Eles querem mais e mais. Nós simplesmente não temos os recursos necessários!”. A peça que falta aqui não é responder “não, mas …”, mas dizer “sim, e …”. Estar ocupado é um grande problema.


O problema da TI é que a maioria de nós somos individualistas e queremos fazer as coisas da nossa forma. Mas às vezes não é possível.

Embora não possamos dizer não a um projeto incrível que promete ajudar a empresa a ter sucesso, podemos dar aos nossos colegas um direcionamento sobre o impacto de assumir o novo negócio. Que tal: “Sim, nós podemos fazer, e temos opções para finalizar outro projeto ..” ou “vamos precisar de X recursos adicionais para completar este pedido no tempo solicitado.”


3. Falhamos em relatar o que fazemos

Apenas 39% dos profissionais de TI em negócios delimitam métricas, como feedbacks de serviços ao cliente, afirma uma pesquisa da InformationWeek EUA. E essa porcentagem caiu cerca de 7% no último estudo.


O problema é que vários colegas da TI olham para o relatório como uma mostra irrisória, mas isso não é verdade. Essa é uma ótima maneira de consolidar o que é bom ou ruim, de comemorar o sucesso e aumentar a moral, ajustar e corrigir as coisas que não estão indo tão bem, e lembrar aos colegas quanto trabalho temos desenvolvido para eles. Talvez se nós lembrarmos nossos colegas o que fazemos por eles de uma forma mais regular, eles possam entender melhor sobre nossa carga de projeto. E talvez ofereçam algumas novas ideias sobre como corrigir alguns dos nossos desafios.


Podemos debater infinitamente sobre como “o negócio” está falhando com a TI ou o contrário. Mas eu gostaria de sugerir que os profissionais de TI tornem-se substancialmente o mundo melhor por simplesmente focar em seus próprios comportamentos autodestrutivos.


*Artigo de Jonathan Feldman | Colunista InformationWeek EUA.

*Crédito da imagem: Wix.

#ti #riscos #reputação #metodologias #conhecimento #análises #alinhamento

Posts em destaque
Posts recentes
Pesquisa por tags
Nenhum tag.
Compartilhe
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon