A importância do monitoramento contínuo.

Ao planejar a sua estratégia de Segurança, lembre-se: “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia”.


O cenário que vivenciamos, em pleno Século XXI, altamente complexo, com redes hibridas, tecnologias heterogêneas, mobilidade 360 graus, computação em nuvem, fraudes, erros voluntários de empregados insatisfeitos, espionagem generalizada, globalização, perda de competitividade imotivada, novas vulnerabilidades a cada dia, falta de tempo para dar atenção a operação e a proteção, e tantos outros problemas, nos remete a reflexão de como manter a organização competitiva sem desfocar do Core Business?


No passado, era vital o uso da “Sentinela” pelo beneficio da antecipação e prevenção dos riscos, e se consideramos as devidas proporções do cenário atual, continua vital, potencializado com o agravante já exposto acima.


O que realmente pode comprometer a segurança de um bom negócio são as distrações, ou seja, aquelas que consomem talento, tempo, esforço e dinheiro, trazendo a falsa sensação de “estar seguro”, onde o menor alerta gera pânico, comprometendo em muitas das vezes o foco de atuação no que realmente importa.


As organizações devem se esforçar para não alocar seus recursos humanos, tecnológicos e financeiros naquilo que não traz valor, e isso só é possível quando estão abertas a conhecer novos modelos de proteção, que podem suportar em escala o primeiro nível de proteção dos ativos.


Ao avaliar a adoção de um modelo de Monitoramento Contínuo, às empresas devem levar em conta que este “Sentinela Digital”, obrigatoriamente deve:


Ter um alto grau de especialização.

Se valer do uso das melhores práticas.

Garantir que os níveis de serviços estejam alinhados à estratégia de negócio.

Ser consistente ao apresentar a redução dos riscos relacionados incidentes.

Suportar o atingimento das conformidades frente aos diversos padrões, normas e regulamentos.• Garantir um ciclo de operação 24x7x365 dias.


Ao reconhecer que para atender as diferentes camadas de proteção e a agilidade de ação requerida, as empresas podem de valer deste conceito no uso de um modelo que propicie o Monitoramento Continuo de Segurança, direcionando seus esforços para o que realmente importa.

*Artigo de Cristiano Pimenta para o portal TI Especialistas.

#monitoramento #estratégias #gestão #metodologias

Posts em destaque
Posts recentes
Pesquisa por tags
Nenhum tag.
Compartilhe
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon

+ 55 41 3512-5825

  • c-facebook
  • c-twitter
  • c-linkedin