Como liderar a Geração Y e reter os jovens talentos de TI?

A rápida evolução do mercado de tecnologia no Brasil evidenciou a deficiência na formação e educação de novos talentos para atender à demanda crescente do setor. Profissionais cada vez mais disputados no mercado, esses jovens tecnólogos passaram a receber propostas de altos salários até mesmo nos primeiros anos de graduação. Além disso, suas referências profissionais são moldadas pela dinâmica veloz da cultura das startups, do empreendedorismo e da colaboração, cujos principais símbolos são empresas como Google, Apple e Facebook.


Além da dificuldade em conseguir atrair e manter bons funcionários dentro das empresas, o CIO ainda têm um grande desafio como líder: como conduzir expectativas e ansiedades dos jovens profissionais de TI pertencentes à Geração Y?


“Temos um turn over muito grande de profissionais dentro da empresas, pois a concorrência por talentos no mercado é muito grande. Esses jovens geralmente saem dos programas de treinamento com uma expectativa de assumir altos cargos, mas ao mesmo tempo eles não têm maturidade o suficiente. Hoje os gestores enfrentam a dificuldade de lidar com essas questões comportamentais para conseguir montar uma equipe de TI estratégica e multidisciplinar”, explicitou Carlos Buss, CIO da Mondelez, durante o IT Mídia Debate, que discutiu o papel da academia, da indústria e das empresas na formação do profissional de TI.


A taxa de formação de profissionais é insuficiente para atender à demanda crescente de investimentos em tecnologia pelas empresas, gerando uma inflação no mercado de trabalho. Segundo estimativa da FIAP, o mercado de tecnologia enfrentará um déficit de 750 mil profissionais em 2020. “Hoje temos profissionais com seis meses de formação que já estão empregados, pois a procura é muito grande. A dinâmica é do mercado é muito rápida, o que resulta na falta tempo de maturação desses jovens”, pontua Wagner Sanchez, diretor acadêmico da FIAP.


Para suprir deficiências na formação, academia e indústria buscam parceiras na tentativa de fornecer mão-de-obra capacitada para trabalhar com as novas tecnologias. Há a necessidade de companhias e gestores aprenderem a lidar com a nova geração para reter os profissionais detentores desse conhecimento.


*Artigo de Karen Ferraz para o portal InformationWeek Brasil.

*Crédito da imagem: Wix.

#líderes #motivação #produtividade #tecnologia

Posts em destaque
Posts recentes
Pesquisa por tags
Nenhum tag.
Compartilhe
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • LinkedIn App Icon